terça-feira, 16 de julho de 2013

Transgressão e adaptação: discurso de cidadania e literatura infantojuvenil na Abertura Política




Versão adaptada, atualizada e rebatizada de minha monografia de graduação em Sociologia e Política, defendida na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) em dezembro de 2005, Transgressão e adaptação: discurso de cidadania e literatura infantojuvenil na Abertura Política (Editora Ixtlan, 2013, 96 p., R$ 16,00) analisa a consolidação do mercado editorial no segmento infantojuvenil entre o final dos anos 1970 e início dos anos 1980, com ênfase na produção de autores como Ziraldo, Ana Maria Machado, Pedro Bandeira, Ruth Rocha, entre outros. O livro analisa como o caráter transgressor e desafiador de seus escritos transformou-se em uma literatura, por assim dizer, canônica, ao ser adotada por escolas públicas e privadas, adaptando-se às demandas do mercado até se tornar uma espécie de campo, no sentido proposto por Pierre Bourdieu.

O foco da pesquisa está também no discurso de cidadania produzido por esses autores (cidadania política, democracia, respeito às diferenças, valorização da experiência jovem) em contraste com a prática real na vida cotidiana e política do país. Para tanto, foram mobilizadas as ideias de teóricos como TH Marshall, Roland Barthes, Antonio Candido, Mikhail Bakhtin, Hannah Arendt e Bourdieu, além de especialistas em literatura infantil e juvenil brasileira, casos de Regina Zilberman e Marisa Lajolo.
O livro é, portanto, indicado para estudiosos dos temas cidadania, literatura e abertura política e também para educadores que pretendam utilizar de forma crítica a literatura paradidática em sala de aula. Transgressão e adaptação é vendido com exclusividade no site Livraria Ixtlan. 

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Patati Patatá x Quintal da Cultura





A programação infantil transmitida pelos canais abertos no período da manhã nem sempre são de cunho educativo. Temos, atualmente, alguns canais que transmitem programas voltados ao público infantil, mas será que a proposta é ludico/educacional?

Me ponho a fazer uma breve análise de dois programas transmitidos no período da manhã. São Eles o Patati Patatá e o Quintal da Cultura.


Começo pelo programa do Patati Patatá produzido e transmitido pela emissora SBT no período da manhã. Trata‐se de um programa apresentado por dois palhaços bem animados que fazem algumas brincadeiras e muitas propagandas. 

Em seu programa anunciam balas, doces, brinquedos e dvds de produtos com a Marca registrada por eles. Não há como negar que esse programa crie um mercado infantil, ou seja, estão criando os consumidores mirins com as frases: "Peça para sua mamãe, para sua vovó as balas 7 belo" Ou "Peça para o papai, para o vovô do DVD do Patati Patatá"

Esse programa é amplamente difundido e apreciado pelas crianças, com cores vibrantes e a figura do palhaço que, historicamente é uma figura apreciada pelas crianças por conta da alegria, esse programa angaria milhões com a venda de produtos com a marca registrada. Estas personagens contam ainda com o Circo do Patati Patatá. Está mais do que provado que é um programa que, ao contrario de ter o caráter lúdico, tem o caráter mercadológico.

Passemos a análise do programa Quintal da Cultura produzido e transmitido pela Tv Cultura da fundação Padre Anchieta. 

Trata‐se de um programa que tem, verdadeiramente, o caráter lúdico. Não existe qualquer tipo de propaganda durante o programa, as personagens cinco pessoas e um boneco também estão caracterizadas como palhaços e uma tartaruga, com roupas coloridas em um ambiente que lembra o jardim de um quinal com brinquedos espalhados. Durante o programa as personagens promovem contação de histórias, fazem brincadeiras lúdicas com músicas e ensinam as crianças a confeccionarem brinquedos a partir de sucatas ou materiais como jornais, cola, papel colorido e tal. Percebese que o programa foi feito e pensado para promover a cultura lúdica e alargar o conhecimento do público infantil.


Uma criança que assiste ao programa Quintal da Cultura certamente irá contar o que aprendeu sobre as histórias ao pais, ou lhes mostrará o brinquedo que aprendeu a confeccionar. 


Uma criança que assiste ao programa do Patati Patatá certamente dirá aos pais: "Mãe/Pai compra as balas que falaram no programa do Patati Patatá?", ou "Compra os DVDs do Patati Patatá?"

terça-feira, 5 de junho de 2012

Droga Raia abre 100 vagas para pessoas com deficiência.


 rede de drogarias Drogaraia está com cem vagas abertas para profissionais com deficiência. A empresa exige dos candidatos o ensino fundamental completo ou em andamento, mas não requer experiência anterior na área.
Os interessados devem cadastrar seus currículos na página da Drogaraia na internet na seção Trabalhe Conosco. A empresa oferece diferentes oportunidades às pessoas com deficiência, sendo que os profissionais podem atuar nas lojas, nos centros de distribuição, centro de treinamento e em outros departamentos da rede.
A rede varejista ainda conta com um Programa Empréstimo Educação, que oferece bolsa de estudos nas áreas de Farmácia, Cosmetologia e Administração de Empresas para os funcionários.
O programa tem como objetivo fortalecer a relação de troca com os funcionários que, à partir do segundo estágio de carreira, podem se candidatar a bolsas de estudos de até 50%.
A Drogaraia faz parte do grupo RaiaDrogasil. Criado em 2011, o grupo é um dos maiores do varejo brasileiro. Com R$ 4,7 bilhões de faturamento, a empresa conta com duas bandeiras distintas: Droga Raia e Drogasil. Atualmente conta com cerca de 780 lojas espalhadas pelo território nacional.





http://invertia.terra.com.br/terra-da-diversidade/noticias/0,,OI5813527-EI17840,00-Droga+Raia+abre+vagas+para+portadores+de+deficiencia.html

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Obra malfeita barra aluno com deficiencia em escola pública.

Na escola estadual Brigadeiro Eduardo Gomes, zona norte da capital, o governo gastou com reformas para torná-la acessível a deficientes. Mas deixou uma escada com quatro lances, quase 50 degraus, como única forma de se chegar à quadra.

O cadeirante precisa ser levado por colegas ou servidores. Perto dali, a reforma do colégio Parque Anhanguera permite a circulação do cadeirante. Mas o deficiente visual não conta com indicação no solo para evitar choque com obstáculos ou evitar a queda em escadas.
Os colégios integraram o programa de obras do governo paulista para tornar acessível parte da rede estadual de ensino, a maior do país. Foram gastos R$ 690 milhões desde 2007 (para acessibilidade e outras necessidades).

Elas integraram também o grupo de escolas onde as obras foram insuficientes ou mal feitas, segundo auditoria do Tribunal de Contas de SP. Foram analisados 100 dos 850 colégios reformados. Em metade da amostra houve "irregularidades" no trabalho ou "oportunidade de melhoria que deixaria o prédio plenamente acessível".
Dois dos princípios de um local adaptado é que o deficiente possa ter acesso a todos ambientes e autonomia para locomoção. Legislações federal, estadual e municipal exigem que prédios públicos já sejam adaptados.
Na auditoria do tribunal, algumas das falhas mais encontradas foram ausência de piso tátil para deficientes visuais e de local adaptado para que cadeirantes possam socializar nas quadras.

OBRA INCOMPLETA - A Folha visitou semana passada duas das escolas reformadas. Na Parque Anhanguera, o cadeirante conta com rampas e elevador. Mas o deficiente visual não possui indicações no solo para andar com segurança.

O colégio tem hoje um aluno com essa deficiência. O diretor da escola, Reginaldo Lopes, diz que o estudante nunca teve problema porque os colegas o guiam. "Ao mesmo tempo que o jovem é cruel, também é acolhedor."

Na Brigadeiro Eduardo Gomes, há indicação para o deficiente visual, mas o cadeirante não chega à quadra.A engenheira Sanrlei Polini, que acompanhou a Folha, destacou a quase ausência de identificação de ambientes adaptados (exigência legal). "Mas o governo está no caminho, só não pode parar", disse a especialista em regularização de imóveis.
Outro problema apontado pela auditoria é o descumprimento da meta lançada em 2007 pelo então governo José Serra (PSDB) de tornar acessível 50% das escolas estaduais até 2010. Atualmente, a proporção está em 15%.

A auditoria foi usada para julgamento das contas do 0governador em 2010, aprovadas no final de junho.


Fonte: Folha de São Paulo, 31/07/2011 - São Paulo SP

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Jogos Adaptados de Guarulhos

         De 21 a 27 de maio acontecerá a 13° edição dos Jogos Adaptados de Guarulhos. O evento conta com a participação de mais de 30 entidades entre escolas estaduais, municipais e instituições especializadas em educação especial de Guarulhos e região.
         A cerimônia de abertura o evento será no Ginásio de esportes Thomeozão as 10h  e homenageará o grupo Mamonas Assassinas.  Além da presença de mais de 1500 atletas, pais, professores, o evento contará também com o grupo "Sonrisal" (Cover dos Mamonas Assassinas).

         Modalidades: natação, festival adaptado, voleibol, handebol, futsal, futebol adaptado, basquetebol, basquetebol adaptado, tênis de mesa e atletismo.



quarta-feira, 13 de abril de 2011

Ensino de física para pessoas com deficiência visual.






Os interessados em adquirir o livro devem proceder da seguinte maneira:

1) Depositar R$ 36,00  (R$ 30,00 preço do livro e R$ 6,00 preço do correio) em nome de Eder Pires de Camargo.
Bancos:

Banco do Brasil, Conta Corrente: 012730-2, Agência:  6666-4

Banco Santander,  Conta corrente 01003560-3, Agência 0055

ou ainda: Em Nome de Lucimara Aparecida dos Reis (esposa),  Caixa econômica federal, Agência: 0962,  Conta: 00029721-9

2) Encaminhar, por e-mail ou fax, aos cuidados de Eder Pires de Camargo, comprovante de depósito e endereço para envio do livro.

e-mail:
camargoep@dfq.feis.unesp.br ou camargoep@uol.com.br
fax: 18- 3742-4868.

Eder Pires de Camargo Professor Dr. Do  Departamento de Física e Química, Faculdade de engenharia, UNESP, Ilha Solteira- SP e Programa de Pós-graduação Educação Para as Ciências, área de Concentração Ensino de Ciências, Faculdade de ciências,   Departamento de Educação, UNESP, Bauru – SP

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Vagas de Emprego para Pessoas com Deficiência em Guarulhos e Rio de Janeiro

Empresa de grande porte atuante no segmento bancário contrata PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, para trabalhar em GUARULHOS.

Caixa – R$ 1.709,00
Benefícios:
  • Assistência Médica Bradesco (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Assistência Odontológica Interodonto (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Auxílio Creche / Babá (R$ 196,18 por filho até 6a11m)
  • Previdência Privada
  • Seguro de Vida
  • Vale Refeição - Visa Vale (R$ 399,30)
  • Vale Alimentação - Visa Vale (R$ 311,08)
  • Vale Transporte (desconto de até 4%)
  • Participação nos lucros e resultados
  • Reembolso para academia, faculdade e curso de idiomas
  • Programa de Apoio Pessoal Especializado (advogados, fisioterapeutas, psicólogos, assistente social, etc)
  • Ajuda extraordinária de 90% para a compra de utensílios de apoio (órtese, prótese, cadeira de rodas, etc)
Empresa de grande porte atuante no segmento bancário contrata PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, para trabalhar nA BARRA DA TIJUCA - RIO DE JANEIRO.

Caixa – R$ 1.709,00
Benefícios:
  • Assistência Médica Bradesco (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Assistência Odontológica Interodonto (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Auxílio Creche / Babá (R$ 196,18 por filho até 6a11m)
  • Previdência Privada
  • Seguro de Vida
  • Vale Refeição - Visa Vale (R$ 399,30)
  • Vale Alimentação - Visa Vale (R$ 311,08)
  • Vale Transporte (desconto de até 4%)
  • Participação nos lucros e resultados
  • Reembolso para academia, faculdade e curso de idiomas
  • Programa de Apoio Pessoal Especializado (advogados, fisioterapeutas, psicólogos, assistente social, etc)
  • Ajuda extraordinária de 90% para a compra de utensílios de apoio (órtese, prótese, cadeira de rodas, etc)
Empresa de grande porte atuante no segmento bancário contrata PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, para trabalhar no RIO DE JANEIRO.

Operador de Call Center – R$ 1.140,00
Benefícios:
  • Assistência Médica Bradesco (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Assistência Odontológica Interodonto (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Auxílio Creche / Babá (R$ 196,18 por filho até 6a11m)
  • Previdência Privada
  • Seguro de Vida
  • Vale Refeição - Visa Vale (R$ 399,30)
  • Vale Alimentação - Visa Vale (R$ 311,08)
  • Vale Transporte (desconto de até 4%)
  • Participação nos lucros e resultados
  • Reembolso para academia, faculdade e curso de idiomas
  • Programa de Apoio Pessoal Especializado (advogados, fisioterapeutas, psicólogos, assistente social, etc)
  • Ajuda extraordinária de 90% para a compra de utensílios de apoio (órtese, prótese, cadeira de rodas, etc)


Os interessados devem encaminhar o currículo para talita@ame-sp.org.br ou ligar (11) 2942-7354 Ramal: 259.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Vagas de Emprego para Pessoas com Deficiência.


Empresa de grande porte atuante no segmento bancário:

Assistente Comercial – R$ 2.500,00
Assistente Administrativo – R$ 1.937,00
Caixa – R$ 1.709,00
Escriturário – R$ 1.140,00
Assistente de Atendimento – R$ 1.140,00
Benefícios: Assistência Médica Bradesco (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Assistência Odontológica Interodonto (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Auxílio Creche / Babá (R$ 196,18 por filho até 6a11m)
  • Previdência Privada
  • Seguro de Vida
  • Vale Refeição - Visa Vale (R$ 399,30)
  • Vale Alimentação - Visa Vale (R$ 311,08)
  • Vale Transporte (desconto de até 4%)
  • Participação nos lucros e resultados
  • Reembolso para academia, faculdade e curso de idiomas
  • Programa de Apoio Pessoal Especializado (advogados, fisioterapeutas, psicólogos, assistente social, etc)
  • Ajuda extraordinária de 90% para a compra de utensílios de apoio (órtese, prótese, cadeira de rodas, etc)
Empresa de médio porte atuante no segmento de vidros:
Técnico de Segurança do Trabalho – R$ 1.600,00
Recepcionista – R$ 750,45
Benefícios: VT, VR, AM, AO, convênio farmácia, cesta básica e café da manhã
Empresa de grande porte atuante no segmento de seguros
Operador de call Center – R$ 910,35
Benefícios: VT, AM, AO e VR

Empresa de grande porte atuante no segmento varejista:

Operador de CFTV – R$ 811,00
Repositor – R$ 772,00
Empacotador R$ 520,00

Benefícios:• Vale Transporte;
• Alimentação no local;
• Seguro de vida;
• Assistência Médica;
• Assistência Odontológica;
• Cooperativa de crédito;
• Kit maternidade;
• Kit escolar;
• Auxílio funeral;
• Desconto nos produtos adquiridos nas lojas da Companhia;
• Participação nos Lucros;
• Bolsa auxílio faculdade (50%).
Empresa de médio porte atuante no segmento de consolidação aérea:
Recepcionista – R$ 620,00
Benefícios: VT, VR e AM

Empresa de grande porte atuante no segmento bancário contrata PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, para trabalhar em PIRACICABA:Assistente de Atendimento – R$ 1.140,00

Benefícios:
  • Assistência Médica Bradesco (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Assistência Odontológica Interodonto (inclusive ao cônjuge e filhos até 21 anos)
  • Auxílio Creche / Babá (R$ 196,18 por filho até 6a11m)
  • Previdência Privada
  • Seguro de Vida
  • Vale Refeição - Visa Vale (R$ 399,30)
  • Vale Alimentação - Visa Vale (R$ 311,08)
  • Vale Transporte (desconto de até 4%)
  • Participação nos lucros e resultados
  • Reembolso para academia, faculdade e curso de idiomas
  • Programa de Apoio Pessoal Especializado (advogados, fisioterapeutas, psicólogos, assistente social, etc)
  • Ajuda extraordinária de 90% para a compra de utensílios de apoio (órtese, prótese, cadeira de rodas, etc)
Talita Oliveira
www.
ame-sp.org.br
talita@ame-sp.org.br
(11) 2942-7354 Ramal: 259

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

AUDIOTECA SAL E LUZ

 Divulguem por favor.
Procure o site:

 

e veja os nomes dos livros falados disponiveis.

Caros amigos,

      Venho divulgar o trabalho maravilhoso que é realizado na Audioteca Sal e Luz e corre o risco de acabar. A Audioteca Sal e Luz é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que produz e empresta livros falados (audiolivros). Mas o que seria isto? São livros que alcançam cegos e deficientes visuais, (inclusive os com dificuldade de visão pela idade avançada) de forma totalmente gratuita. Seu acervo conta com mais de 2.700 títulos que vão desde literatura em geral, passando por textos religiosos até textos e provas corrigidas voltadas para concursos públicos em geral. São emprestados sob a forma de fita K7, CD ou MP3.
      E agora, você está se perguntando: O que eu tenho a ver com isso? É simples. Nos ajude divulgando. Se você conhece algum cego ou deficiente visual, fale do nosso trabalho. DIVULGUE!

      Para ter acesso ao nosso acervo, basta se associar na nossa sede, que fica situada à Rua Primeiro de Março, 125- Centro. RJ. Não precisa ser morador do Rio de Janeiro.
      A outra opção, foi uma alternativa que se criou face a dificuldade de locomoção dos deficientes na nossa cidade. Eles podem solicitar o livro pelo telefone, escolhendo o título pelo site, e enviaremos gratuitamente pelos Correios.
      A nossa maior preocupação reside no fato que, apesar do governo estar ajudando imensamente, é preciso apresentar resultados. Precisamos atingir um número significativo de associados, que realmente contemplem o trabalho, se não ele irá se extinguir e os deficientes não poderão desfrutar da magia da leitura. Só quem tem o prazer na leitura, sabe dizer que é impossível imaginar o mundo sem os livros...

      Ajudem-nos, Divulguem!                                      

   Audioteca Sal e LuzRua Primeiro de Março, 125- 7o
Andar.Centro- RJ. CEP 20010-000
Fone:  (21) 2233-8007  (21) 2233-8007
Horário de atendimento: 08:00 às 16:00 horas

A Audioteca não precisa de dinheiro, mas de DIVULGAÇÃO !!!